• Siga-nos

Gengibre é recomendado para tratar enjoos da gravidez 

Gengibre

Planta será usada para combater um problema que afeta 3 milhões de gestantes brasileiras

Desde a última quarta-feira, os ginecologistas e obstetras de todo o país começaram a receber recomendações atualizadas sobre como tratar as náuseas e vômitos, um problema que, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), aflige anualmente cerca de 3 milhões de gestantes no Brasil.

Entre outras recomendações, a Normativa para Tratamento de Náuseas e Vômitos na Gestação (NVG), divulgada pela Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), sugere a prescrição de até mil miligramas diárias de gengibre, além de piridoxina (uma das vitaminas do complexo B), para combater os enjoos da gravidez.

A normativa é resultado de uma extensa revisão de pesquisas publicadas nos últimas anos pela literatura médica. Em linhas gerais, após descartadas as causas não relacionadas à gestação, como distúrbios gastrointestinais, é recomenda a piridoxina com extrato de gengibre, combinação considerada classe A – não apresenta risco para a gestante ou o bebê.

O gengibre (por seu componente ativo, o gingerol) age no sistema nervoso central, inibindo os receptores da serotonina e exercendo efeitos antieméticos (que inibem o vômito). O fosfato de piridoxal (forma ativa da vitamina B6), além da serotonina, modula a formação e a degradação de outros neurotransmissores envolvidos com as NVG, como a dopamina e a noradrenalina.

De acordo com estudos internacionais, casos de náuseas e vômitos na gestação representam aumento nos custos na saúde pública e prejuízos no mercado de trabalho, mas principalmente problemas psicológicos e sociais para a gestante, com a diminuição da qualidade de vida e, em casos extremos, prejuízos até para o bebê.

A Febrasgo recomenda ainda paliativos naturais, como mudança na dieta, exercícios leves e acupuntura. Se necessário, deve ser usada a ondansetrona (princípio ativo da medicação usada para evitar enjoos em tratamentos de quimio e radioterapia).

Como evitar o mal-estar

> Beba pequenas quantidades de líquidos, várias vezes ao dia, principalmente água e sucos de frutas.

> Evite ficar com o estômago vazio: faça lanches leves entre as refeições.

> Ao acordar, coma um biscoito seco do tipo água e sal, antes de sair da cama.

> Evite alimentos cujo odor seja incômodo para a grávida.

> Fracione a dieta: ingira pequenas quantidades de comida com mais frequência (a cada duas ou três horas), em vez de grandes refeições.

> Evite alimentos gordurosos, condimentados ou picantes.

> Aproveite ao máximo o melhor tempo do dia, ou seja, coma quando se sentir melhor ou sempre que sentir fome.

> Deite-se quando estiver enjoada.

Fonte: Pioneiro Online

Posts Relacionados: